Inicio
Quem Somos
Atuação
Primeira Infância
Assistência às Famílias
Assistência às Crianças
Notícias
Ensino e Pesquisa
Doações
Indique o Site
Fale Conosco

16/12/2008 - Jornal O Povo: Brinquedoteca do Iprede é inaugurada em Fortaleza

 
 

Por Jornal O Povo

Alterar tamanho da fonte: A+ | a-

*Matéria publicada no Jornal O Povo, em 16/12/08

Crianças


Brinquedoteca do Iprede é inaugurada em Fortaleza

Um local para brincar e aprender. Assim deve ser a brinquedoteca do Iprede, inaugurada ontem, na Cidade dos Funcionários. O acervo é formado por brinquedos artesanais



Toda criança tem o direito de brincar e de se divertir, já diz o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O Instituto Stela Naspolini levou esse direito tão a sério que resolveu criar espaços reservados exclusivamente para esse fim: as brinquedotecas. Em Fortaleza, o local escolhido para ter um desses espaços foi o Instituto de Prevenção à Desnutrição e à Excepcionalidade (Iprede), onde são atendidas cerca de 1,2 mil crianças.


De acordo com a diretora técnica do Instituto Stela Naspolini, Amélia Prudente, o Iprede será o espaço de referência do brincar em Fortaleza, recebendo na brinquedoteca tanto as crianças que são atendidas pelo Instituto quanto as da comunidade. Os irmãos Diego, 4, Daniele, 5, e Graziele, 3, não pararam quietos depois que entraram na brinquedoteca, que é a sexta que o instituto cria no Ceará. O menino se divertia guiando o carrinho de mão enquanto as irmãs exploravam a casinha de bonecas. A mãe deles, Aurelina Miranda, 31, ficou animada, pois os filhos têm poucos brinquedos em casa. “Aqui, eles brincam.”


Além do brincar, outra preocupação foi com o tipo de brinquedo que iria compor o local: bonecas de pano, feitas em Guaiúba, e carrinhos, casinhas de boneca, aviõezinhos e outros brinquedos de madeira, feitos em Baturité. Os brinquedos artesanais, destaca Amélia, trazem a valorização da cultura cearense.


A brinquedoteca tem cerca de 200 itens, mas a previsão é de que, em 2009, seja construído um espaço maior para receber outros 400, dentre mais brinquedos e livros. O projeto de ampliação consiste, segundo Amélia, na criação dos cantos de literatura, do faz de conta, dos jogos, do fazer e da comunicação, com uma rádio-escola.


Amélia ressalta que o espaço não é somente para as crianças. É também para que mães e pais aprendam a brincar com seus filhos. O canto do fazer, por exemplo, é voltado para a construção de brinquedos. Nesse sentido, para a diretora técnica, o investimento em brinquedos artesanais serve também como incentivo para que os pais vejam na atividade uma fonte de renda. Segundo a diretora técnica, será oferecido a eles um curso com carga horária de 240 horas.


Para a coordenadora da divisão de desenvolvimento humano do Iprede, Tâmara Bezerra, a brinquedoteca concretiza uma série de sonhos da entidade.


E-MAIS
-
As questões da segurança das crianças enquanto brincam e da conservação e recuperação de brinquedos danificados devem também fazer parte da capacitação dos pais no Iprede. A tirar pelo dia da inauguração, eles terão bastante trabalho pela frente.

-Ontem, uma das crianças que brincavam na brinquedoteca quebrou um dos brinquedos de madeira, que resultou em pedaços pontiagudos. Segundo Tâmara Bezerra, do Iprede, quatro mães já começaram a participar dos treinamentos.


-Municípios com brinquedoteca: Cruz, Pedra Branca, Tejuçuoca, Viçosa do Ceará, Hidrolândia e Fortaleza. Segundo Amélia Prudente, do Instituto Stela Naspolini, a meta é criar 20 brinquedotecas no Estado.

 

Notícias 2008

 
 
 

Artigos

 
 
 

EXEMPLO

 
 
Veja mais

O Projeto Vida realiza, desde 2006, atendimento de 50 crianças por ano com desnutrição grave. É mantido pela Associação Etica Onlus, de Bergamo-Italia.

Seja também um parceiro do Iprede!

 

Copyright © 2014 IPREDE - Instituto da Primeira Infância. Todos os direitos reservados.
Website desenvolvido com tecnologia Super Modular